DESIDRATAÇÃO 

A perda hídrica pela sudorese induzida pelo exercício, especialmente realizada em ambientes quentes. Alterar o equilíbrio hidroelétrico dificulta a regulação de temperatura do corpo, representando risco para saúde e diminuição no desempenho esportivo.

HIDRATAÇÃO 

A hidratação apropriada durante a atividade física de caráter recreativo ou competitivo pode garantir um desempenho esperado, seja atingindo e que problemas de saúde sejam evitados. Os procedimentos para assegurá-la requerem conhecimento de fatores que influenciam quando e quanto beber de água. As recomendações dependem do tipo de atividades, como condicionamento físico, idade, modalidade praticada, estresse ambiental entre outros.

O estresse do exercício é acentuado pela hidratação que aumenta a temperatura corporal, prejudica as respostas fisiológicas e o desempenho físico, com riscos para a saúde. Esses efeitos podem ocorrer mesmo que a desidratação seja leve ou moderada, com até 2% do peso corporal agravando-se à medida que ela se acentua. Com 1% a 2% de desidratação inicia-se o aumento da temperatura corporal em até 0,4°C para cada percentual subsequente de desidratação. Em torno de 3% há redução importante do desempenho, com 4% a 6% pode ocorrer fadiga térmica, a partir de 6% existe risco de choque térmico, coma e morte.

É sabido que o rendimento do exercício é reduzido quando o individuo está hipoidratado em 2% do seu peso corporal, e que perda hídricas maiores que 5% do peso corporal podem diminuir a capacidade física em 30%.

SÓ ÁGUA RESOLVE?

Distúrbio no equilíbrio hidroelétrico e na regulação da temperatura tem consequências potencialmente graves. Portanto, a ênfase para a maioria dos praticantes de atividades físicas, deve ser a de sustentar a manutenção do equilíbrio entre líquidos e eletrólitos no corpo.SÓ ÁGUA RESOLVE? Distúrbio no equilíbrio hidroelétrico e na regulação da temperatura tem consequências potencialmente graves. Portanto, a ênfase para a maioria dos praticantes de atividades físicas, deve ser a de sustentar a manutenção do equilíbrio entre líquidos e eletrólitos no corpo.

A hidratação só com água pode prevenir um aumento excessivo de temperatura, mas não protege contra o desequilíbrio elétrico que prejudica o desempenho. Em alguns casos, ingerir apenas água pode ser perigoso, pois pode levar à diluição dos eletrólitos no corpo piorando o desequilíbrio eletrolítico, podendo levar a hipotermia e hipocalemia.

HIPOTERMIA é um transtorno metabólico causado por um desequilíbrio hidroelétrico no organismo que leva uma concentração anormalmente baixa de sódio no sangue.

HIPOCALEMIA pode ter várias causas, a causa mais comum é a perda excessiva de potássio.

A IMPORTÂNCIA DOS ELETRÓLITOS

Quando os sais minerais dissolvidos em água eles se dividem em partículas eletricamente carregadas, os íons, chamados de eletrólitos. Para o corpo humano, alguns eletrólitos são muito importantes, tais como o sódio, potássio, magnésio e cloreto.

Os eletrólitos possuem funções muito importantes:

São vitais para manter o equilíbrio hídrico no corpo.

Ajudam a regular o equilíbrio de água entre o exterior e o interior da célula.

O nível total de hidratação do corpo é dependente do adequado equilíbrio hidroelétrico.

Tanto os músculos como os nervos atuam através dos impulsos elétricos ativados pelos eletrólitos que estão dentro e ao redor das células. As contrações musculares requerem a presença adequada do sódio e potássio entre outros eletrólitos. Se estes não se fizerem presentes em quantidade suficiente, pode ser outras funções especificas dos eletrólitos especialmente importantes para atletas, envolvem músculos e nervos. Embora os eletrólitos não forneçam energia, eles são essenciais na condução dos impulsos elétricos usados pelos músculos e observada a fadiga muscular ou câimbra.
Em alguns casos, o cérebro pode sinalizar aos músculos que contraiam ou relaxem, mas os sinais não são transmitidos adequadamente para que os músculos recebam ou respondam à ordem recebida, levando a reflexos lentos ou fraqueza. É como se você estivesse em uma área em que o sinal o celular está fraco! A ligação não completa ou cai toda hora, o desequilíbrio eletrolítico pode também comprometer as funções cerebrais, resultando em confusão mental e fadiga.

5 RECOMENDAÇÕES SOBRE A HIDRATAÇÃO EFETIVA

Recomenda-se que os indivíduos ingiram em torno de 500ml de líquidos nas duas horas que antecedem um exercício, para promover uma hidratação adequada e haver tempo suficiente para a excreção da água ingerida em excesso.

Durante o exercício, os atletas devem começar a beber logo e em intervalos regulares com o objetivo de consumir líquidos em uma taxa suficiente para repor toda a água perdida através do suor, ou consumidor a maior quantidade tolerada.

Recomenda-se que os líquidos sejam ingeridos em uma temperatura menor do que a ambiente (entre 15 e 22°C) e com sabor atraente.

Recomenda-se a ingestão de eletrólitos para treinos ou provas com duração superior a uma hora, já que não prejudica a distribuição de água pelo organismo e melhora o desempenho.

Recomenda-se hidratação apropriada durante atividade física para garantir o desempenho esperado.

Clique aqui e confira as opção de acessórios para hidratação.

Contribuição Salomon Brasil

Pin It on Pinterest